Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

New in ou de como poupar em peças tendência

   Há peças nas quais não gosto de gastar muito dinheiro. São as chamadas peças-tendência, aquilo que se usa este ano, no próximo talvez e no seguinte definitivamente não. São também estas peças as que me despertam maior resistência no momento de aderir à moda e comprá-las. Loafers são sem dúvida uma delas. Primeiro pelo aspecto de pantufa (que agora já gosto) e segundo porque são sapatos rasos, coisa em que invisto muito pouco porque uso realmente muito pouco! 
   Gosto de sabrinas. Ou melhor, gosto de ver as sabrinas calçadas nos pés das outras pessoas. A mim fazem-me ridiculamente baixa (na verdade, apenas mostram a minha verdadeira altura). De maneira que uso apenas quando sei que vou caminhar muito. Por isso, bastam 3 pares, nas cores essenciais: preto (que não existiam, daí as loafers), animal print (as minhas favoritas de todo o sempre!) e numa cor neutra que desenrasque um look rapidamente. Sendo um sapato tão pouco usado por mim, não há motivos para investir muito neles, ao contrário de outro tipo de calçado que uso vezes e vezes sem conta.
   Isto tudo a respeito da minha última aquisição. Poderia ter ido à Zara e trazê-las por não menos de 30€. Poderia ter ido a uma sapataria ou outras lojas e gastar ainda mais dinheiro nesta tendência. Mas há aquele lugar que nos ajuda sempre no que a tendências diz respeito (e já agora, no que diz respeito a imitações perfeitas de modelos de outras lojas). Esse lugar chama-se Primark e "vendeu-me" estas piquenas hiper trendy por apenas 13€. Gastar mais para quê?

Há tanta vida para ser vivida...

Ontem, enquanto me passeava pela Fundação Serralves e observava toda aquela gente e todas aquelas famílias, apercebi-me da satisfação com que as pessoas ali estavam e a boa disposição que irradiavam. Por todo o lado se ouviam sorrisos e sons de gargalhadas, gritos de crianças felizes, conversas de adultos satisfeitos, olhares que brilhavam, momentos que mereciam ser eternizados numa fotografia...ainda que tudo isto acontecesse apenas ali dentro, ainda que fosse uma felicidade temporária, ainda que hoje todas essas pessoas estejam a forçar um sorriso que não sai naturalmente, aqueles momentos valeram a pena e ficaram gravados na memória dos momentos felizes.

   Num fim-de-semana de (mais uma) manifestão pelo descontentamento, de revoltas e insatisfações, dei por mim a pensar que o que levamos desta vida são aqueles momentos e não as multidões que enchem praças. Aqueles sorrisos, aquela vida, vale muito mais do que qualquer revolta ou insatisfação. Era felicidade gratuita e pura. Fugaz, talvez. Mas afinal, não é tudo fugaz nesta vida?

   Vamos aproveitá-la mais.

Completamente in love!

 

 

Zara (39,95€)
Está na minha "carta ao Pai Natal 2012", mas não sei se quero correr o risco de esperar até lá e perdê-la.
É daquelas malas que podemos usar todos os dias sem nunca nos cansarmos! Só é pena o preço...

 

 

Pág. 6/6