Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Se só se vive uma vez, porque viver a correr?


   Não sei se é o mundo que está apressado, se é o tempo que passa depressa demais, se é a vida que se tornou mais efémera ou se sou apenas eu que vivo de forma demasiado acelerada e por isso mesmo, demasiado ansiosa. Certo é que mais do que nunca tenho a sensação de que desejamos demasiado a passagem do tempo para depois nos lamentarmos do tempo que já passou. Parece que vivemos sempre à espera de que aquele momento chegue, aquele dia, aquela hora...acordamos à segunda feira a desejar que a semana passe rápido e o fim de semana chegue; quando finalmente é fim de semana, são dois dias que quando nos apercebemos já passaram. Entramos no trabalho de manhã a desejar que a hora de sair chegue rapidamente; quando ela chega esquecemo-nos que é mais um dia que está a terminar. Passamos o Inverno a desejar que a Primavera chegue e o sol brilhe; quando damos por nós já o Verão vai a meio e já só pensamos em roupas e mantas quentinhas, ao ponto de dizermos coisas estúpidas como "já tenho saudades de ver um filme enrolada numa manta a beber um chá quentinho" quando não existe nada melhor que o tempo quente. Durante um ano sonhamos com as férias de verão, com os dias de descanso a tostar ao sol, sem preocupações ou tempo contado. A verdade é que as férias são 10 dias que passam a correr e o resto do ano são muitos dias para aguentar. Se sabemos que a determinada altura vai acontecer algo que queremos mesmo muito que aconteça, quase que pensamos que não nos importariamos de adormecer e acordar só nesse dia, deixando de viver todos os outros, que são tão importantes como aquele que tanto queremos.

   A verdade é que o tempo é um bem demasiado precioso para o querermos despachar. A vida atual está demasiado acelerada para nos permitir aproveitar os dias, os momentos, os acontecimentos e as pessoas como deve de ser. A regra atual é "nunca mais é..." ou "nunca mais chega...". Eu vivo completamente neste sistema, o que, quando consigo parar para refletir, me irrita e incomoda profundamente, pois gera um tremendo estado de ansiedade interior com a qual às vezes tenho alguma dificuldade em lidar e que não é nada saudável. Parece que estou sempre à espera do que vem a seguir e quando abro os olhos já tudo passou. Já era!

   O que será que nos falta para finalmente aprendermos que só se vive uma vez e que agora é tão importante como o que vem a seguir?

Instapictures da semana #4




A experimentar looks para as minhas calças novas.


Mais uma opção.


Mudanças?? Quero lá saber! Desde que não me incomodem...



Este já foi viver para a casa nova


Por favor, não incomodar


kiss


Mais dois que já se mudaram


Mosteiro de Leça do Balio


Love my shoes


Look inspirado num dos looks da Thássia. Eu avisei que ia copiar...


Inspiração para a minha nova cama (que hei-de escolher!) @ Zara Home


25 de Abril - mais um dia de mudanças


Liberdade? Qual liberdade?


Em cores softs para magníficos dias de primavera (voltem, pf!)


Dois prémios nobel para a minha biblioteca


O desenho que a Sra. C. me ofereceu (sem dúvida, vamos para velhos e voltamos à infância!)


Meet me at coral island (era o nome do verniz!)


Foz


Black & white look

O mundo

«Olhou em redor, como se visse o mundo pela primeira vez. O mundo era belo, o mundo era colorido, o mundo era estranho e misterioso! Isto era azul, isto era amarelo, isto era verde, corria o céu e o rio, a floresta e a montanha erguiam-se, tudo belo, tudo enigmático e mágico (...)»

Siddhartha, Herman Hesse

Em contagem decrescente

 

   Os dedos de uma mão chegam para contar os dias que faltam para nos mudarmos definitivamente!!!

   Maio vai começar da melhor maneira e aproximam-se dias de muito trabalho e muitas arrumações! Mal posso esperar por dizer "Welcome to my new house"!

Ossos do ofício

   Uma das vantagens de lidar diariamente com fraldas sujas e odores que desafiam os sentidos e a resistência humana é que, se chegarmos a casa a uma sexta-feira à noite, e descobrirmos que o nosso gato teve uma crise de diarreia no nosso quarto, naturalmente e rapidamente arregaçamos as mangas e toca a limpar como se nada fosse. E ainda damos um beijinho no gato doente...

   Posto isto, bom fim-de-semana!!!

Pág. 1/5