Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

"Sozinho-me"





   Quando os meus dias são muito cheios de vidas e histórias, é nesses dias que mais preciso de me "sozinhar", que é como quem diz de me isolar de tudo e de todos e passar uns belos momentos comigo mesma e com o silêncio e o vazio que também pode ser o mundo e a vida.

   Há dias em que carregar tantas vidas cá dentro não é fácil. Há dias em que o sofrimento dos outros é tanto que invade perigosamente a minha alma. E há dias em que simplesmente nos apetece nada para além de nós próprios, quando às vezes já nem com nós próprios podemos.

   Há dias assim, pesados, intermináveis porque continuam nos sonhos e acordam connosco no dia seguinte.

   Há dias em que me "sozinho" para me poder encontrar e estar pronta para mais um dia.

1 comentário

Comentar post