Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

A cada mil lágrimas sai um milagre

IMG_4620.JPG

 

Em caso de dor ponha gelo/Mude o corte de cabelo /Mude como modelo /Vá ao cinema/ dê um sorriso Ainda que amarelo /esqueça seu cotovelo/ Se amargo foi já ter sido /Troque já esse vestido/ Troque o padrão do tecido /Saia do sério /deixe os critérios/ Siga todos os sentidos /Faça fazer sentido /A cada mil lágrimas sai um milagre. Em caso de tristeza vire a mesa/ Coma só a sobremesa /coma somente a cereja /Jogue para cima/ faça cena /Cante as rimas de um poema /Sofra penas/ viva apenas Sendo só fissura ou loucura/ Quem sabe casando cura /Ninguém sabe o que procura/ Faça uma novena/ reze um terço Caia fora do contexto invente seu endereço/ A cada mil lágrimas sai um milagre. Mas se apesar de banal/ Chorar for inevitável/ Sinta o gosto do sal do sal do sal/ Sinta o gosto do sal/ Gota a gota, uma a uma /Duas três dez cem mil lágrimas/ sinta o milagre/ A cada mil lágrimas sai um milagre. ( Alice Ruiz)