Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

A todos os/as cuidadores/as

«Hoje em dia, quando me perguntam quanto tempo vou continuar a cuidar da minha mãe, responde sempre, "Pelo menos mais um dia!"»

"Viver com Alzheimer". Dr. José Luis Molinuevo

 

   Porque cuidar é isto; viver um dia de cada vez. Ou deixar a vida correr e arrastar-se dia após dia, hora após hora, minuto após minuto...sem nunca saber o  que esperar do instante seguinte. No fundo, esta é a vida de todos nós, mas quem cuida de alguém doente vive com a certeza inabalável de que qualquer minuto pode ser o último e que o que conta é o que se faz agora, para o bem de quem de nós precisa.

   Porque cuidar é difícil, muito difícil. E cuidar com amor e do amor é ainda mais.

   Um bem-haja a todos aqueles que cuidam de alguém, com amor.