Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Dias (dramas, manias ou paranóias) de mulher

tumblr_m1jwjcbACo1ronge6o1_500.png

  Provavelmente todas as mulheres têm destes dias: os dias em que nada nos satisfaz, tudo nos parece errada e a nossa auto-estima anda ali pelas ruas da amargura. Há quem diga que a culpa é das hormonas (as coitadas têm culpa de tudo!) e se calhar até é, mas o que é certo é que em dias destes não há muita coisa que nos anime. São aqueles dias em que não nos apetece fazer nada, seja trabalhar ou sair de casa para passear e em que nada nos agrada, seja de comer, de beber, de vestir ou de fazer. Olhamo-nos ao espelho e não gostamos do que vemos, implicamos com o cabelo que não conseguimos domesticar, com a cara de lulas que não conseguimos disfarçar, com as coxas que parecem inchar a cada inspiração, com as roupas que parece que não nos assentam como deviam e queriamos. Apetece-nos comer este mundo e o outro e parece que o nosso estômago nunca está completo. Abrimos um livro para ler e não passamos da primeira página, folheamos uma revista onde nenhum artigo nos prende. Cumprimos as nossas obrigações e não paramos de olhar para o relógio com urgência de que o tempo passe depressa para irmos fazer o que quer que seja que também não nos vai satisfazer mas que nos parece melhor do que o que estamos a fazer naquele momento.

   Poderia ficar aqui a noite toda com exemplos e mais exemplos destes dias, mas tenho a certeza que há por aí alguma mulher que me compreenderá. Mulheres, há dias assim não há? 

   A parte boa é que, como todos os dias, estes também passam...