Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

E de repente, 31...

IMG_2270.JPG

 

Acho que é isto que mais interessa no dia de hoje e em cada dia da nossa vida: vivemos? Pode parecer banal e clichê, mas a verdade é que é fácil esquecermo-nos de viver na loucura que muitas vezes os nossos dias são. E o tempo não espera, nem a vida volta para ser o que não foi ou até o que já foi e passou. E de repente parámos (ou a vida obriga-nos a parar) e percebemos que ficou tanto por viver... 31 anos não é nada e não são mais nem menos importantes que os 30 que já passaram ou os 32 a que espero chegar de hoje a um ano. Mas a verdade é que o que vai ser a vida amanhã isso não sei e isso tem de ser motivo suficiente para darmos tudo hoje. Viver muito e sorrir muito. É que a vida é mesmo só uma (ainda que possamos cá voltar em forma de gato!) e é para ser vivida. Esta vida. Esta que é nossa e que é única. Obrigada vida pela vida com que tens preenchido os meus 31 anos. Vou continuar por cá a experimentar-te enquanto me deixares!