Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Mea culpa!

   Sendo eu uma pessoa que gosta e defende o trabalho em equipa, sou péssima nessa história dos trabalhos de grupo. Sempre fui. Desde que me lembro de ter de fazer o meu primeiro trabalho de grupo que duas coisas apenas podem acontecer: ou o trabalho é realmente feito em grupo e eu fico sempre com aquela sensação de que se o trabalho fosse só meu fazia-o de uma maneira completamente diferente, ou, como acontece 99% das vezes, acaba por ser um suposto trabalho de grupo, pelo qual eu assumo toda a responsabilidade e acabo por fazê-lo quase todo sozinha. Felizmente sempre encontrei "grupos" que depositaram em mim toda a confiança para a total autonomia na elaboração de trabalhos, o que acabou por ir reforçando a minha crença na minha eficiência e responsabilidade.

   Se me ponho a pensar no porquê disto, posso não gostar das conclusões a que chego... a verdade é que eu tenho muita dificuldade em confiar no trabalho dos outros para o assumir como meu trabalho, não tenho paciência para indecisões e discussões e discórdias sobre o que se vai fazer, como se vai fazer e quem faz o quê, não gosto de ter de definir o meu tempo de trabalho em função do tempo dos outros, para além de que tenho em mim esta veia péssima de querer fazer tudo à minha maneira. É verdade, é vergonhoso, lamentável, terrivelmente à-la-filha-única, mas é a mais pura das realidades.

   É uma terrível individualidade esta que trago em mim, é o que é.

   E agora se me dão licença, tenho de ir terminar um trabalho de grupo, sozinha.