Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Naquele mundo, que também é o nosso...

A 1 de Fevereiro de 2008, o Estado Islâmico do Iraque enviou duas mulheres com síndrome de Down - que tinham sido raptadas anteriormente no al-Ghazl, um popular mercado de animais em Bagdade -, a cujas roupas foram atadas cargas de dinamite e esferas de aço. Às 10.20 da manhã, enquanto o mercado se enchia de famílias à procura de um gato ou um cão, ou que só queriam comprar comida para pássaros, o EII usou um telemóvel para detonar à distância o engenho transportado pela primeira mulher e matar 46 pessoas. Era bem conhecida pelas pessoas, predominantemente xiitas, que vivem nesta zona do sueste de Bagdade como a "senhora maluca" que costumava vender gelados no mercado. Vinte minutos mais tarde, o EII detonou a segunda bomba atada ao corpo de outra mulher com síndrome de Down. Ao todo morreram 91 pessoas na sequência das duas explosões e ficaram feridas várias centenas.

"Império do Medo", Andrew Holsken