Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

O amor é uma casa...

O amor é uma casa com muitos quartos, um que alimenta o amor, outro que o distrai, outro que o limpa, aquele para o vestir, outro que lhe permite descansar, e todos estes quartos podem muito bem ser um espaço para rir ou para escutar ou para contar os nossos segredos ou para ficar amuado ou para nos desculparmos ou para intimidades e, claro, há quartos para os novos membros da casa. O amor é uma cas na qual a canalização nos traz novas emoções gorgolejantes todas as manhãs e os esgotos descarregam as nossas disputas e as janelas claras se abrem para deixar entrar o ar fresco da boa vontade renovada. O amor é uma casa com fundações inbaláveis e um telhado indestrutíve.

 

"As altas montanhas de Portugal", Yann Martel