Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

O leite, a soja e as imitações

alternativas leite.jpg

É este o título de um artigo publicado no site Público Lifestyle e que me deixou a pensar. 

Eu sou pessoa que adora leite. Sempre gostei. Quente, frio ou morno, simples ou com cevada, vai sempre bem. Levada por estes movimentos anti-leite, também eu equacionei a possibilidade de deixar de beber leite, principalmente quando me apercebi que o meu intestino tinha dias em que não era dos meus melhores amigos. Fiz teste de intolerância à lactose, que deu negativo, e aquele outro do "uma semana sem leite, outra com" e avaliar as diferenças, que não foram nenhumas para mim. Ainda assim, duas decisões: leite sem lactose, que seria de mais fácil digestão, e redução do consumo: nunca mais que um copo por dia e apenas 2 a 3 vezes por semana. Pelo meio, abri as portas às sojas, que sempre gostei em formato líquido ou sólido, mas das quais não posso exagerar também por causa do meu intestino e até do meu estômago, e aos ditos leites, que de leite nada têm, de arroz, aveia e coco, que adoro mas é estupidamente caro (amêndoa não mi gusta!). 

Diz então este artigo que as bebidas de soja, de soja pouco ou nada têm, que a própria soja tem muitos "ses" (por acaso sempre a achei um alimento de digestão nada fácil) e que os "sumos", como lhes chamam, de arroz e etc, têm mais açucar que proteínas, concluindo com um Se tolera bem o leite de vaca e o bebe moderadamente continue. Acredite que há muitas outras coisas mais importantes que pode mudar na sua alimentação e estilo de vida para melhorar a sua saúde. 

E andamos nisto: leite de vaca faz mal, leite de vaca não faz mal. Apostem nas bebidas subsitutas do leite, mas afinal as ditas pouco subsitutem e têm mais açucar do que coisas boas? Afinal em que ficamos??? Por mim tudo bem quanto a beber leitinho. Nunca fui nessa teoria do ser humano ser o único mamífero que continua a beber leite em adulto. Se pensarmos bem, o ser humano também é o único mamífero que tem livre e fácil acesso ao leite ao longo de toda a vida. Os animais têm-no apenas enquanto são amamentamos, já que não encontram leite na natureza. Se o encontrassem será que não o beberiam? Dêem leite a um gato adulto e na maioria dos casos ele bebe-o e por algum motivo já vemos algumas marcas a venderem leite para gatos e cães. 

Afinal, quais são mesmo os malefícios do leite? É da lactose? Bebem-no sem, que deve ser mais ao menos como beber uma cerveja sem álcool. O leite faz mal mas podemos empanturrar-nos de iogurtes, usar leite para confeccionar alguns pratos e até recorrer à proteína láctea para alguns desportistas... não são contrasensos?

O Homem sempre bebeu leite. Faz parte da nossa história e como diz a Mimosa, "faz parte de nós". Para além de que o leite, mais do que uma excelente bebida, é um excelente alimento e uma riquíssima fonte de cálcio. Acho que como em tudo o que está relacionado com a alimentação, não podemos cair em extremismos e cortes radicais. Mais uma vez, moderação e variação deverá ser a palavra de ordem, ou como diz o artigo, é uma questão de ir "variando os venenos". E sobretudo, é importante não nos deixarmos levar pelas "modas alimentares" e termos sempre noção que muitas delas surgem de grandes estratégias de marketing, por algum motivo a moda do "pela sua saúde, não beba leite" foi acompanhada por um boom de tudo quanto é alternativas ao leite a preços muito pouco simpáticos (porque como é normal, tudo o que está na moda, não é barato). 

Eu vou continuar a beber o meu leitinho sem lactose, que com este frio me sabe pela vida. Venha quem vier. Nos entretantos, há espaço para os outros "sumos", porque eu gosto deles e de variar.