Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

pray for paris

pray_for_paris130434103.jpg

  Estas coisas nunca dão para perceber. O Homem é o maior inimigo do Homem. Destruimo-nos continuamente sob as mais variadas e absurdas razões, que nunca justificarão a perda provocada intencionalmente de uma vida humana. Não vale a pena tentar perceber, não vale a pena lamentar. Vale a pena pensar até onde é que o Homem é capaz de ir. A vingança mata cada vez mais. Nós somos o nosso pior inimigo e quando assim é dificilmente será possível acabar com episódios destes. Eles dizem que o fazem por vingança e em nome de deus. Nós recriminámo-los. Nós bombardeamos as terras deles porque não concordamos com eles (e ainda hoje a França o voltou a fazer). Eles matam. Mas nós também matamos. E nos dois casos há inocentes a morrerem. Nos dois casos. Será que só eles é que estão errados? 

   Que todos aqueles que perdem a vida inocementemente por guerras humanas descansem em paz.