Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Prova superada!

   Prova superadíssima!

   Resultado final: trail de 15,2km, em 2h50m.

   Não sei se é um tempo bom, mau ou razoável, mas quem já alguma vez fez uma prova de trail sabe que aquilo não é pêra-doce e que é algo que exige alguma resistência física e muscular. Estava com medo de não aguentar os períodos de corrida, mas neste tipo de provas parece-me que correr é mesmo a melhor parte, já que quando somos obrigados a parar de correr é mau sinal: ou temos subidas vertiginosas e intermináveis, umas atrás das outras, algumas a fazer-nos gritar um "ei, não há corda para ajudar?", ou temos água até aos joelhos ou corremos o risco de nos enterrarmos (ou espalharmos) em lama. Curiosamente e apesar de toda esta chafurdice, eu fiquei completamente fã desta modalidade. Primeiro, pelos locais onde habitualmente é feita, em plena natureza e serra, e segundo porque é um desafio constante, já que nunca sabemos qual será a próxima característica do terreno. Ao contrário da monotonia das corridas e por mais agradável que seja fazer uma prova de running à beira-mar, o trail é mais dinâmico, mais desafiador, mais divertido e dizem os entendidos, mais difícil!

   Depois daqueles que foram sem dúvida e até à data os 15km mais sofridos  da minha vida, estou orgulhosa de vencer mais um desafio. Não importa os tempos, a posição geral, ou o cansaço.  Foi uma prova superada e com grande satisfação.  Provavelmente  o primeiro de muitos trails, já que encontrei aqui um desafio que me atrai bastante. Por isso, não me chamem para correr mas sim "trailar", especialmente se envolver lamas e água até aos joelhos! Um dia, um ultra trail será para mim! Já estou à procura do próximo! O mote é "Why walk when you can run? Why run when you can trail?"