Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Rasgar e remendar-se

IMG_2100.JPG

 

Nada poderia ser mais verdade em relação à vida. Rasgar e remendar-se. Ambos importantes, ambos fundamentais para o nosso crescimento, ambos inevitáveis. Viver é o melhor da vida, mas às vezes também magoa. Nada é sempre bom ou sempre mau, já sabemos, por isso há que estar preparado para os "auch" da vida. Os rasgões da vida. Uns mais fundos, outros mais superficiais, uns que sagram sem quererem parar e outros que facilmente cicatrizam. É a vida a por-nos à prova. É a vida a testar o nosso sistema imunitário contra as adversidades, a nossa resiliência. É a vida a rasgar-nos. E é a vida a remendar-nos, porque pele que sangra, sara. Não é com pensos rápidos, nem sequer com paciência, coragem e determinação. É sobretudo com fé - acreditar em nós e na vida. A vida que tanto rasga mas que tudo cura. Com fé. Sejamos como os gatos: quando as feridas aparecerem, lambam-nas. Porque só nós nós podemos curar. Só nós nos podemos remendar. E em caso de dúvida ou maiores dificuldades, remendemos com um sorriso! O resto a vida traz.

1 comentário

Comentar post