Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Silêncios contemplativos

IMG_0864.JPG

Marta era dada a silêncios contemplativos, a momentos nos quais nada cá fora parecia corresponder ao que ela, lá dentro, nutria, apaixonada; durante esse tempo limitava-se a olhar para um sítio imediatamente atrás das coisas que fixava com a retina e deixava que o interior e o exterior, com o tempo, voltassem a harmonizar-se na mesma frequência disposicional.

(Autismo, Valério Romão)

O último refúgio

IMG_8579.JPG

 

"Qualquer pessoa que queira conservar a sanidade de espírito precisa de ter um lugar no mundo onde possa e deseje perder-se. Esse lugar, o último refúgio, é um pequeno anexo da alma onde, quando o mundo naufraga na sua absurda comédia, podemos sempre esconder-nos, trancar a porta e perder a chave." [Carlos Ruiz Zafón, O Labirinto dos Espíritos]

Boa semana

IMG_3580.JPG

 

"Abre os olhos e encara a vida! / A sina tem que cumprir-se! / Alarga os horizontes! / Por sobre lamaçais alteia pontes com as tuas mãos preciosas de menina. Nessa estrada da vida que fascina caminha sempre em frente, além dos montes! / Morde os frutos a rir! Bebe nas fontes! / Beija aqueles que a sorte te destina! Trata por tu a mais longínqua estrela, / Escava com as mãos a própria cova e depois, a sorrir, deita-te nela! Que as mãos da terra façam, com amor, / Da graça do teu corpo, esguia e nova, / Surgir à luz a haste de uma flor! ... #FlorbelaEspanca