Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Olho por olho

   Uma mulher iraniana de 30 anos ficou cega e com a cara desfigurada depois de um pretendente que não sabe ouvir um não lhe ter atirado com ácido para a cara. A mulher pediu a mais que merecida justiça. Não uma indemnização monetária que a ajude a cobrir os gastos das sucessivas operações, mas a justiça do "Olho por olho, Dente por dente". Justiça foi feita e a mulher irá agora atirar com ácido para a cara do seu agressor, para que ele sinta o que ela sentiu. Diz que não o quer cegar por vingança, mas sim para evitar que ele faça o mesmo a outra mulher.

   Algo me diz que o dito senhor não sentirá nem metade do que a vítima sentiu. Primeiro porque estará anestesiado, segundo porque ó ácido poderá atingir apenas um dos olhos e terceiro porque ele não será uma vítima inocente.