Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Ir é o melhor remédio: Braga, no Natal

IMG_2833.JPG

Gosto de Braga. Já o disse várias vezes. É das poucas cidades onde digo que era capaz de viver caso deixasse o meu Porto. De vez em quando gosto de lá ir passar uma tarde e nunca me canso de passear pelas suas ruas cheias de vida e bom gosto. Braga é uma daquelas cidades que soube crescer, evoluir e modernizar-se e que consegue manter um lado tradicional conjugado com um lado moderno que os tempos atuais exigem.

IMG_2819.JPG

Braga no Natal é ainda mais especial e uma visita anual obrigatória na minha adorada "tour das luzinhas". Gosto ainda mais de Braga fria e iluminada pelo Natal, com as suas ruas ainda mais cheias de gente e vida. Este fim-de-semana "a tradição cumpriu-se" e fomos viver um bocadinho da magia do natal em Braga, que este ano se reveste do tema tão adequado "o Natal é na rua". 

IMG_2822.JPGIMG_2825.JPGIMG_2831.JPG

IMG_2838.JPGIMG_2844.JPGIMG_2859.JPG

 

 

 Se vivem por perto (ou não!) não deixem de passar por Braga. Para uma visita rápida ou para uma estadia mais prolongada visitem Braga. É uma bonita cidade, e nesta altura do ano ainda mais!

IMG_2845.JPGIMG_2850.JPG

 

 

 

Que este Natal seja pleno do que quer que seja que nos faz felizes

tumblr_mybmuanN7O1s0a9fto1_500.jpg

   Há muito que o Natal para mim deixou de significar prendas e balurdios de dinheiro gasto. À excepção da prenda dos meus pais e do meu namorado (e mesmo estas sem grandes extravagâncias, até porque faço anos 12 dias antes do Natal), no Natal não há outras trocas de prendas. Eu gosto do Natal pelo Natal; pela família reunida, por uma mesa cheia, por conversas cruzadas, por gargalhadas sinceras, pelos cheiros tão típicos do bacalhau cozido, da canela e de toda a doçaria que enche as mesas e das quais me mantenho facilmente longe porque, tirando os frutos secos, a aletria e o leite creme, não gosto de mais nada. E desde que sou madrinha e passo o Natal com o meu afilhado (este ano estaremos juntos novamente), gosto da felicidade e do histerismo dele na altura de abrir as prendas, porque sem dúvida que um Natal com crianças tem outra magia. 

   Este ano o Natal será cá em casa, junto de familiares, e por isso serão dias cansativos mas que de certeza que valerão a pena. E agora que já só pensamos na noite mágica e já cheira a Natal por todo o lado, o que eu quero para este Natal é o que eu quero para todos os dias da minha vida: luz, magia, saúde, calma, realização, momentos para guardar e muitos sorrisos. É isto que eu quero para mim e para os meus. E é isto que eu vos desejo: um Natal pleno de o que quer que seja que vos faz feliz! 

   Então um Feliz Natal!!!!

É Natal, é Natal...

tumblr_lu395b7XnG1r3k26xo1_500.png

 

   Chegou a noite mais mágica do ano. Hoje (e amanhã) "é Natal". E se Natal é festa, prendas e muita comidinha boa, também é, e sobretudo é, amor e partilha; partilha de sorrisos sinceros, de momentos felizes, do calorzinho que vem do coração.

   Que o nosso Natal chegue carregadinho destas coisas boas que nos fazem felizes e que tornam estes dias realmente especiais. E se me permitem, e porque conheço demasiadas pessoas nesta situação, deixem-me deixar um abraço apertadinho e um sorriso sincero para todos aqueles que nesta noite, como em todas as outras noites da sua vida, estão sós. 

   Feliz Natal para todos! 

A magia do Natal por terras de Santa Maria da Feira

perlim-2014.jpg

DSC08570.JPG

DSC08579.JPG

DSC08584.JPG

DSC08587.JPG

DSC08590.JPG

DSC08591.JPG

DSC08599.JPG

DSC08606.JPG

DSC08626.JPG

DSC08634.JPG

DSC08638.JPG

DSC08651.JPG

DSC08665.JPG

DSC08676.JPG

Ter um afilhado pequenino é a desculpa ideal para voltarmos à infância e nos deliciarmos com estas coisas de criança. Este fim-de-semana lá fomos a Santa Maria da Feira visitar a quinta dos sonhos do Perlim, uma espécie de mini parque temático alusivo ao Natal, com diversos espectáculos e atracções para os mais pequenos, mas que também enchem os corações dos meus graúdos, especialmente nesta altura do ano. Quem não gosta de teatrinhos com músicas engraçadas, árvores de Natal, neve artificial, luzinhas a piscar, renas, duendes, histórias em castelos, bonequinhos, o pai natal...tudo regado com muitos sorrisos, muita magia, muito frio e muito cheirinho a açucar no ar? 

Bem mais bonito, enriquecedor e barato que uma ida ao circo! Se estão por perto, passem por lá com as vossas crianças (ou não!) e deixem-se levar! 

Histórias com gente dentro...

1486828_10201808411052137_7710276581800896301_n.jp

A D. J. é a velhinha que eu quero ser quando for grande!

Hoje, em mais uma visita domiciliária, encontrei-a preocupadíssima com o facto de não conseguir fazer sozinha a sua árvore de natal. Quando temos mais de 90 anos, vivemos sós e não temos absolutamente nada nem ninguém na vida e nos preocupamos com coisas como enfeitar a casa para o Natal ou para o S. João (são os 2 momentos em que a casa da D. J. é uma miscelânea de enfeites!) só podemos ser especiais e só por isso já merecemos uma grande salva de palmas. Foi por isso que não resisti e lá andamos a montar a árvore de natal, entre luzes, fitas, bolas e muitos espirros, à procura do material necessário em caixotes carregados de pó.

No final, quando o olhar dela já brilhava mais que as luzes coloridas no pinheiro, ainda houve tempo para: "oh, que pena, agora só me falta comprar um ano velho". Perante a minha admiração, "então não sabe? Espere, tem outro nome... o velhote", "ah, o pai natal! É o pai natal, não é o ano velho, D. J.". "E então? Não é velho ele? Então é o ano velho!".

E lá vim eu carregada de sorrisos com a alegria dela por ter o natal em casa antes do fim de novembro, com duas bolas de natal para a minha árvore oferecidas pela D. J. e a clara certeza de que é muito fácil fazer alguém feliz. Hoje, era apenas isto que a D. J. precisava. Não era de conversar, de desabafar... provavelmente dos momentos mais enriquecedores da minha vida profissional. 

It`s Christmas time!!!


   Não é segredo para ninguém que eu gosto muito do Natal. Gosto assim de adorar e de babar com épocas natalícias como as que vemos nos filmes americanos. Para mim, a partir de 1 de Dezembro, devia existir banda sonora no mundo que nos acompanhasse para todo o lado, com sininhos e músicas natalícias daquelas intemporais e das quais nunca nos cansamos ano após ano. Para acompanhar os sininhos e as músicas, poderia existir sempre um cheirinho a canela no ar e, em dias alternados (para não cansar a cabeleira), todos nós usavamos um gorro de Pai Natal na cabeça! As casas seriam enfeitadas a rigor, com árvores gigantes e muitos bonequinhos espalhados pela casa e velas acesas (com cheiro a canela, claro!). Em todas as portas existiria uma coroa de Natal gigante e todas as janelas teriam pelo menos um conjuntinho de luzes a piscar desde o pôr até ao nascer do sol. Na noite de Natal, as famílias reuniriam-se em torno de mesas enormes, cheias de doces que ninguém tem barriga para comer depois de uma boa posta de bacalhau cozido. Para completar este quadro perfeito, na manhã de Natal, ao abrirmos a janela, deparavamo-nos com um cenário branquinho de neve, enquanto estavamos quentinhos nas nossas casas a beber um chá e a comer bolachas (de canela) que não engordam, só porque é Natal. 

   É tão fácil pintar um quadro de Natal perfeito...não fosse o Natal a época dos sonhos por excelência. Mas se tudo isto for difícil de conseguir, por um motivo ou outro, podemos sempre tentar tornar cada Natal o mais mágico de todos e, para isso, nem é preciso muito. Sorrir é fácil, é grátis e transforma o mundo de quem recebe os sorrisos e de quem sorri. O Natal também é isso, sorrir, apenas isso. O Natal também é, apenas e só, uma palavra sincera, um "Feliz Natal", um abraço, um gesto...O Natal é uma construção, mais ou menos distante daqueles quadros perfeitos que o cinema nos oferece. O Natal é, acima de tudo, um estado de espírito e uma forma de vivenciar uma época do ano. E nisto quem manda somos nós. É por isso que é tão fácil fazer desta a mais maravilhosa época do ano! 

   Uma boa época natalícia para todos!

Querido Pai Natal


Eu sei que este ano estou a abusar, mas entende isto mais como uma wishlist do que como um pedido de Natal. Como o Natal é feito de sonhos, apeteceu-me partilhar algumas extravagâncias contigo, Pai Natal!

Ck Jellewry é, provavelmente, a linha de jóias que mais aprecio e esta pulseira é tão simples que se torna irresistível. 

Querido Pai Natal










Livros, Livros e mais livros!!! Como sempre, a maneira fácil de me fazer feliz e de me ajudar a poupar os euritos.

Como vês há muito por onde escolher e lista mais eclética não podia existir. Ficam só aqui alguns exemplos de páginas que me agradariam muito percorrer nos próximos tempos. Alguns apenas por curiosidade e outros para dar continuidade à obra de escritores que tenho vindo a ler...muito mais haveria para colocar aqui, mas para já chegam estes.