Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Tempo

4-the-persistence-of-memory-surreal-art-by-salvado

   "Há tempo para tudo".

   Hoje, como nunca, esta frase parece a maior das mentiras que mentes optimistas e despreocupadas nos podem impingir. Se a vida passa a correr, se as exigências são tantas e demasiadas, se o dia não chega para tantas tarefas, se , se ,se... como é que nos querem fazer acreditar que há tempo para tudo quando vivemos diariamente com aquela sensação de que deixamos tanto por fazer?

   Na minha opinião, isto é muito simples: na vida, há realmente tempo para tudo!

   Façamos nós o que fizermos, pensemos o que pensarmos, um dia terá sempre 24h e 24h dá para muita coisa! Pode não dar para fazer tudo hoje, é um facto, mas muitas 24h juntas dão para tudo o que quisermos! E aqui é que está o segredo: querermos! Ou melhor, saber o que queremos, que passa muito por saber o que é realmente importante, o que é prioritário, o que é urgente, o que podemos deixar para amanhã, ou depois, ou depois, ou até mesmo o que podemos simplesmente deixar passar.

   Uma vida que é vivida em pleno e com gosto é e será sempre uma vida curta demais. O tempo em que fazemos aquilo que gostamos e nos realiza será sempre um tempo que passa a voar. As horas que passamos a cumprir tarefas com as quais não nos identificamos serão sempre insuficientes, não porque realmente o são, mas pelo significado negativo que atribuimos aquela tarefa. Mas o tempo que temos, seja o tempo de vida ou o tempo para cumprirmos tarefas é O NOSSO tempo e cabe-nos a nós e apenas a nós geri-lo da melhor forma possível, porque é um facto e a maioria poderá discordar, mas há realmente tempo para tudo. E nós vamos perceber isso quando aceitarmos que "agora, já, no imediato" não é o único tempo que existe e que importa.