Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Nós (e) os gatos

 

 

  "Quem conhece o gato, quem convive com ele, não pode deixar de gostar dele. Se há palavras que o podem qualificar estas serão subtileza, sabedoria, curiosidade, graciosidade, magia, sedução, independência, liberdade, mas nunca falsidade.

   Se estivermos com vontade de ter um gato em nossa casa, não nos podemos esquecer de que se trata de um pequeno felino: ele irá trepar pelas cortinas, deitar-se a ronronar nas almofadas, instalar-se em cima do trabalho daquele que ele tiver escolhido como companheiro e amigo (sim, é sempre ele quem escolhe...).

   Partirá em perseguição da própria cauda, fingirá indiferença na caça: ausência, sonolência...Será extremamente limpo, duplicará o seu volume para impressionar, recairá sobre as patas e olhará para nós com uns olhos muito redondos, muito grandes e extraordinariamente expressivos, e abrigar-se-á junto de nós quando estiver com medo. Não admitirá facilmente que algum intruso partilhe a sua intimidade, nem que modifiquem bruscamente os seus hábitos. Terá estratégias de recusa, de desobediência e de rebeldia. Poderá ser submisso, dissidente. Além disso, será tão curioso como inteligente.

   Mesmo que seja daqueles que não podem passar sem umas escapadelas, saberá onde se encontra o seu lar e regressará a ele, mesmo em circunstâncias que ninguém poderia prever."

Bernardina Felgueiras

 

Poderiamos estar a falar de uma pessoa. Falamos de gatos. As diferenças entre ambos não serão muitas. Talvez por isso goste tanto deles.  

3 comentários

Comentar post