Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Não consigo

 

   Não consigo não ter nada para fazer. Não consigo mesmo. Eu juro que tento pensar "Mas férias é isso mesmo, não fazer nada", mas não dá. Tenho excesso de actividade cerebral e saber que a seguir a este nada para fazer tenho absolutamente nada para fazer deixa-me com os nervos em franja. É nestas alturas que me assemelho a uma barata tonta a vaguear pela casa fora em busca de algo para ser arrumado (sim, porque se o assunto é arrumações, chamem a Na). Não sei o que mais arrumar hoje e isso está a deixar-me piurça!!!

   Decididamente, não nasci para estar quieta.

2 comentários

Comentar post