Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Comer, Orar e Amar

  

Comer em Itália. Orar na Índia. Amar na Indonésia.

   Quando fez 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo o que uma mulher americana formada e ambiciosa podia querer: um marido, uma casa, uma carreira de sucesso. Mas em vez de estar feliz e preenchida, sentia-se confusa e assustada. Depois de um divórcio infernal e de uma história de amor fulminante acabada em desgraça, Gilbert tomou uma decisão determinante: abdicar de tudo, despedir-se do emprego e passar um ano a viajar sozinha.

   O livro é uma auto-biografia, muito ao jeito de uma auto-descrição, destes 12 meses de reencontro consigo mesma, com passagem pela sempre bela Itália, onde se rende à aprendizagem da língua e à degustação dos mais deliciosos pratos; pela mística Índia, onde encontra a paz e segurança de um ashram onde passa os dias a meditar e a crescer; e pela paradisiaca Indonésia, onde descobre o amor verdadeiro.

   Um livro envolvente e cativante, carregado de lágrimas e sorrisos, bom humor e optimismo q.b.

   Vale a pena!

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.