Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Para ti

 

   A vida é feita de etapas. É preciso que algumas terminem para que novas possam começar. Esta é mais uma etapa da tua vida. É uma daquelas importantes, daquelas que nos marcam porque lutámos todos os dias um pouco mais para atingirmos o pódio. Daqui para a frente a vida é um mistério. Irás encontrar muitos obstáculos, muitas desilusões, muitas feridas difíceis de sarar. Mas também encontrarás muitas alegrias proporcionadas pelo sentimento de realização cada vez que alguém elogiar o teu trabalho, mostrando-te que és realmente bom naquilo que fazes. De certeza irás ter muitos momentos destes. És inteligente, responsável, prático e dedicado áquilo por que és apaixonado. E depois és especial, único e impossível de definir. Tens um coração do tamanho do mundo e uma capacidade de amar extraordinária. És meigo, doce, querido, romântico, preocupado e protector. És apaixonado por aquilo que te deixa sem fôlego e isso torna-te apaixonante.

   São eternas estas palavras. É eterno o meu desejo de que sejas o bichinho mais feliz do mundo. E é eterno o meu amor por ti. Aquele que começou com um olhar. Aquele que num olhar diz tudo e que cresce a cada olhar. Um amor mágico e inexplicável, como o verdadeiro amor deve ser. Ah! Também foi rápido, mas quando duas almas gémeas se encontram tudo é dito na primeira troca de olhares (e eue olhei para ti primeiro), então porquê perder tempo? Um passeio na praia e arriscamo-nos a passear de mão dada pelas praias de todas as nossas vidas.

   És o meu namorado. "Lucky we´re in love in every way". És o meu melhor amigo, o meu companheiro, o meu confidente, o meu amante. És aquele que me mima, me ama, me seca as lágrimas com um sorriso. És tu quem me abraça com força e me dá força para todas as batalhas. Aos teus olhos sou sempre uma vencedora. Fazes-me sentir bonita, amada, apreciada, desejada. Compreendes-me e aturas-me como ninguém e, só por isso, mereces o prémio de melhor namorado do mundo.

   Estamos juntos por essa vida fora. Partilhamos alegrias e tristezas. Dividimos para aumentar. Vivemos "não numa fusão dos dois. mas numa tangência que faz com que a vida de um faça sentido na vida do outro, ainda que cada um seja diferente".

   Acredito em ti. Na tua força. nos teus sonhos, nas tuas ambições. Vou aplaudir cada uma das tuas vitórias e amparar cada uma das tuas quedas (também te vou dar muito nessa cabecinha!!!). E sempre, sempre, vou erguer a cabeça para dizer "Este é o meu namorado". Já dizia Fernado Pessoa: "para ser grande sê inteiro. Nada teu exagera ou esclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no minímo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive". Eu gigo-te: Sê grande. Sê feliz. Sê inteiro. E continua a ser tu próprio: autêntico, genuíno, único, vindo directamente de uma estrela. Sonha muito e luta pelos teus sonhos com todas as tuas forças. Vence batalhas. Marca a tua passagem por esta vida. A minha vida já marcaste. Continua a fazer parte dela. Eu estou mesmo ao teu lado. Em tudo. Para tudo. Sempre.

   Parabéns, mor.

   Pelo que és, pelo que conseguiste e pelo muito que ainda vais conseguir.

   És eterno dentro de mim.

   Amo-te.

 

   Ass: a tua ursinha polar - Tikinha

Ser Mãe

   Hoje é Dia da Mãe. Dia das mães. Da nossa mãe. Aquela mãe que é mãe todos os dias, mesmo nos menos bons. Aquela mãe que é uma fonte de amor inesgotável. Aquela mãe que tem tempo para tudo e mais alguma coisa e ainda tem tempo para nos aconchegar os lencóis à noite.

   Ser mãe é ser guerreira. É gerar, criar e dar à luz. É educar, amar, estar lá todos os dias, a todas as horas. Ser mãe é dividir-se num número infinito de tarefas e realizar todas elas com o empenho e sucesso das vencedoras.

   A mãe faz magia. Transforma farinha e ovos em bolos. O refugado tem sempre o melhor cheiro do mundo. Os braços carregam os sacos das compras e, se for preciso, ainda nos carregam no colo. Dentro dela habita um mundo de preocupações, de responsabilidades, de soluções para todo o tipo de problemas. E depois habitamos nós, filhos e filhas. Mais ou menos próximos. Mais ou menos confidentes. Mas filhos de mães que nos amam incondicionalmente e que querem para nós apenas o melhor do mundo e arredores.

   A mãe é mãe todos os dias. Para o melhor e para o pior. Simplesmente mãe. Esse pequeno nada que é tudo. Mesmo tudo.

Pág. 3/3