Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Há coisas fantásticas, não há?

 

   Lá vou eu ansiosa pelo regresso a casa, noite cerrada, a chuva a começar a cair em força, eu carregada com livros, capas, carteira, sacas, guarda-chuva. Pego na chave do carro, carrego no botão para abrir, tento abrir a porta do carro e a porta não abre. Volto a carregar, volto a tentar abrir, a porta não abre. Tento mais uma vez e nada. No entanto, apercebo-me que ouço aquele tec-tec de um carro a abrir e a fechar. No entanto também me apercebo que ouço esse som um pouquito ao longe. And suddenly I realize: aquele não era o meu carro! Reacção imediata: por favor, por favor, que ninguém esteja a ver esta cena vergonhosa!