Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

O empregado do mês, todos os dias

Emma Watson

 

 

  Diz o Fernando Alvim no seu programa de rádio que, mesmo que trabalhasse no Mc Donalds, iria querer ser o empregado do mês. Talvez tenha sido a coisa mais acertada que ele disse até à data, porque, de facto, é este o espírito que deve prevalecer em qualquer aventura profissional em que nos lancemos.

   Que eu não gosto do que faço profissionalmente actualmente não é novidade nenhuma. E, para quem me conhece, também não será novidade ver-me diariamente empenhada em ser "a empregada do mês". Jamais admitiria outra coisa que não o máximo e jamais me encontrariam na onda do "para o que eu ganho chega muito bem este nível de empenhamento".

   A filosofia do "vai-se andando e vai-se vendo", que até predomina em Portugal, não nos leva a lado nenhum, é tremendamente irritante e loucamente limitadora. E, ao contrário do que julgamos, os maiores prejudicados somos nós e não as chefias. Não saímos da sepa torta, acomodamo-nos e atrofiamos a nossa vontade e a nossa determinação. E, mais grave, não crescemos enquanto pessoas, porque a competência e o profissionalismo não escolhe tarefas e remunerações. É um trabalho de construção e, este sim, é voluntário, mas totalmente enriquecedor. Afinal, quem é que não gosta de ser reconhecido? E para tal, já dizia Fernando Pessoa:

Para ser grande, sê inteiro

Nada teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa

Põe quanto és no mínimo que fazes

Assim em cada lago a lua toda

Brilha porque alta vive

2 comentários

Comentar post