Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Aahh, assim sim, já nos podemos juntar às vigílias e grupos de apoio

 

   Afinal, o rapazito é inocente! Disse que matei, apunhalei, torturei, castrei, mas estava a brincar convosco, pimba, pimba, que o que eu queria mesmo era aparecer na imprensa portuguesa e pimba, pimba outra vez, até na imprensa nova iorquina apareci. Mas estou (sou?) inocente!

  

   Ai, ai, Seabra, cá para mim nesse hospital onde estás passam canais portugueses e viste a figuraça que o Silvino fez a semana passada com a história do copo de água, vai daí concluíste que és inocente. Tão inocente como o Silvino, portanto.

1 comentário

Comentar post