Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Talvez este me leve às urnas

 

 

   Parece que há por aí um movimento partidário novo que se dá pelo nome de PAN - Pelos Animais e Pela Natureza.

   Confesso que pela natureza não me cativariam, mea culpa, mil perdões pela falta de espírito preservação da natureza. Não atiro lixo para o chão, reciclo quase tudo cá em casa e tenho consciência das grandes preocupações ambientais. Mas neste caso do PAN, o que desperta em mim o sentimento de cidadã é mesmo a questão dos bichinhos, principalmente quando soube que eram pelo fim das touradas e pela máxima preservação de todas as espécies animais, para que os nossos animais deixem de ser vistos como objectos que alguém possui. Das ideias deles eu gostei. Pelos animais e pela ausência da política, no sentido mais realista da palavra.

 

   Já aquela coisa do reduzirmos o consumo de carne...acho muito gira a ideia, respeito-a e, sinceramente, gostava muito de ser capaz de ser vegetariana. A coisa até corria bem para cortarmos as carnes vermelhas e as carnes de porco, mas e o meu franguinho? E a minha carne picada com massa às cores? E a minha vitela com puré? E o meu empadão? E as francesinhas? Sendo eu tão "gastronomicamente selectiva" creio que uma incursão pelo mundo vegetariano resultaria num estrondoso ataque ao armário das bolachas.