Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Dos estrangeirismos que pouco inovam

Kristen Dust

 

   Sei que a inovação nos fica bem, enquanto país, mas há coisas que não seriam totalmente necessárias. Como por exemplo essa onda de "estrangeirarmos" os empregos/serviços/funções. Por exemplo, lembram-se dos cabeleireiros? Pois é, acabaram! Antigamentem íamos ao cabeleireiro, hoje temos hair designers! É que dá logo outro ar à coisa, bem longe do espírito de coscuvilhice tão próprio desses locais. Também gosto daquelas empresas do people solutions, vulgo recursos humanos, onde oferecem serviços de profile expert ou um assessement center, whatever that means. E isto sem entrar nos anúncios de emprego que anunciam vagas para coisas que eu nem chego a perceber.

   Isso dos estrangeirismos é giro e tal, mas serão mesmo necessários?