Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

O que é que eu tenho a dizer sobre o primeiro homem a levar com o taser em Portugal?

 

    Em todas as situações e ocasiões, acho a violência totalmente desnecessária e desumana. Ah e tal ele não limpava a cela e aquilo já era mais pocilga que sítio de gente. Ok! Ok! Têm as suas razões. Está errado o homenzinho, mais parece bicho que gente, lalala lilili, mas que eu não gostei de saber daquilo, quanto mais de ver aquilo na televisão, lá isso não gostei e fiquei cheia de pena so homenzinho-bicho.

   Mas o que eu reti mesmo daquela notícia e daquela reportagem e o principal motivo que me fez escrever estas palavras foi: vocês reparam que os dos macho man dos polícias-tão-fortes-e-maus-que-nós-somos tinha impresso naquela coisa que eles usam para se protegerem e que eu agora não me lembro do nome um magnífico e pujante Hulk Hogan? Ah homem valente, macho e crescidinho!