Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Uma festa azul e branca, molhada e às escuras

 

   Há um clube de futebol português, que por sinal até é o meu, que hoje se sagrou campeão nacional. Mas essa não é a notícia principal. A notícia principal é aquela que nos envergonha e nos entristece e chega-nos através de imagens vergonhosas e lamentáveis captadas pelos meios de comunicação social, que, sabe-se lá bem como, conseguiram sobreviver no meio daquele verdadeiro cenário de guerra.

   Mil cartões vermelhos para os adeptos não de futebol mas de violência que demonstraram até onde, negativamente falando, a loucura humana pode ir. Não a loucura por uma equipa de futebol, mas a loucura pela violência.

   E já agora, dois ou três cartõezitos vermelhos para a gestão benfiquista que não pagou a conta da luz para esta noite mas soube programar o sistema de regra ao segundo. Ou talvez tudo tenha sido estrategicamente pensado: a rega para acalmar os ânimos e a ausência de luz para encobrir a cara dos que já tantos momentos vergonhosos haviam proporcionado.

 

   No final, parabéns FCP.