Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Histórias com gente dentro #4

   A Sra. M. tem 98 anos e vive sozinha num apartamento que já foi de luxo numa das zonas mais "in" da cidade do Porto. A Sra. M. vive na sala de jantar, sentada num sofá de tipo poltrona, de onde nunca e sublinhemos o nunca, sai, excepto quando as prestadores de cuidados ao domícilio lhe vão dar o banho. A Sra. passa mais de 22h por dia sozinha, naquele sofá, onde come, dorme (incluindo à noite) e vai sobrevivendo. E a Sra. M. está tão lúcida, tão capaz, tão magnífica nos seus 98 anos.

 

   A questão é a mesma de sempre: como é possível um ser humano viver nestas condições? Pior, como é possível que outros seres humanos, nomeadamente netos, permitam este tipo de existência sem nada fazerem? São coisas que me revoltam e me deixam totalmente abalada.