Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

É coisa para me chatear, e muito!

 

 

   Uma pessoa leva o seu tempo mas toma a decisão: "Vou ali à Zara mimar-me", que é como quem diz, "vou finalmente comprar aquele vestidinho lindo que ando a namorar há meses na Zara". Vai daí, toca a deslocar-se ao dito local de perdição. Primeiro desgosto: aquele em verdinho lindo que me encheu os olhos desde o primeiro contacto, já era em XS. Mas a esperança é a última a morrer, por isso experimenta-se o M e já que vamos tirar a roupa e vamos, experimentamos também este e aquele e o outro e ainda levámos umas calças em tons rosa (!). Experimenta este, enorme; experimenta aquele, grande; experimenta o outro, gigante; experimenta as calças, levam a merenda junto. Conclusão: a Zara não tem roupa para mim e a única explicação que lhe encontro é eu ser baixa demais, já que nunnca poderei dizer que sou magra demais para os vestidos S (eles é que são largos demais para mim!). A verdade é que, fazendo uma retrospectiva, vestidos e calças Zara são elementos raros no meu guarda-roupa. Segunda conclusão: estou para aqui triste e deprimida que eu sei lá.

3 comentários

Comentar post