Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Dos bons filmes

 

  À partida não prometia nada. Era só mais um daqueles filmes que via apenas por ver, porque tinha ouvido falar da história, porque era baseado em factos verídicos e porque me apetecia um filmezito light. Devo dizer e confessar, e agradecer por ter visto o filme em casa, que passei grande parte do filme de lágrimas nos olhos. Mas é assim tão bom? Não. Simplesmente comoveu pensar que existe realmente alguém com aquela força toda, com aquela espécie de aura que só pousa em seres extraordinários, que com pequenos passos, ou neste caso braçadas, são capazes de chegar ao mundo todo.

   Não lhe chamaria uma história de coragem, mas antes uma lição de como nos piores momentos da nossa vida há sempre, sempre, uma solução. Basta sermos capazes de ver as coisas de uma outra perspectiva, lutarmos, lutarmos muito, acreditarmos e sentirmos.

   Recomendo!