Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Das séries femininas

 

 

   Ontem, ao ver mais um episódio da última temporada da série Gossip Girl apercebi-me que já não tenho paciência para os dramas destes jovens terrivelmente bem vestidos. De facto, os outfits são a única coisa que ainda poderia justificar que continuasse a ver a série, já que o resto se tornou estupidamente repetitivo e previsível. Mas como nem só de roupa vive uma mulher, arrumei com Gossip, que vai fazer companhia ao Dr. House, de quem muito gostei até perceber que ele tinha resposta para tudo e salvava toda a gente. Pior que isto só mesmo a quantidade de episódios CSI´s que vi...

 

   Para já, as Donas de Casa Desesperadas continuam "no activo", principalmente por saber que esta é a penúltima temporada.

   Por outro lado, questiono-me se valerá a pena engrenar na última temporada de Weeds, embora ache um piadão à Marie Louise Parker.

 

   E hoje acabei por perceber que nunca vi um único episódio da Anatomia de Grey, embora tenha quase a certeza que ia gostar daqueles dramas...

 

   Já agora assim como quem não quer a coisa: e sugestões de séries assim mesmo mesmo boas, há?

 

   As saudades que tenho de uns episódios de Sexo e a Cidade... (não, não vou rever! Tanta re-vizulização começa a tornar-se preocupante e doentio...)

3 comentários

Comentar post