Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

"...and it´s a beautiful lie if you think everything will always stay the same..."

 

   Quando, há 6 meses atrás, aceitei este desafio profissional, sabia que era uma oportunidade única e perfeita para mim, mas temporária, uma vez que estava a fazer uma substituição. Desde o início que tive consciência desse facto e fiz todos os esforços para não o esquecer. Nos primeiros tempos portei-me bem e todos os dias regressava a casa satisfeita mas com a certeza de que um dia aquilo ia terminar. Mas o tempo pode ser muito traiçoeiro e a dada altura deixei de pensar na inevitabilidade do fim, afinal tudo corria tão bem que faltava sempre muuuiiittto para o último dia.

   Esta semana o meu telemóvel profissional tocou. Quando vi a origem da chamada soube de imediato qual era o assunto. A vida rola ao seu ritmo normal e esta que tem sido a melhor experiência profissional e pessoal da minha vida tem os dias contados e muito bem contados. A colega que estava a gozar licença de maternidade vai voltar e eu vou ter fechar este ciclo dentro de 3 semanas, com direito a 15 dias de férias nos 15 dias imediatamente antes de o meu contrato terminar.

   De maneira que esta semana não tem sido nada fácil...assim de repente e encurtando a questão enquanto não a digeri e processei bem, sinto-me assim a modos que...completamente perdida.

   Não estranhem a minha ausência. A inspiração agora é deveras deprimente.

4 comentários

Comentar post