Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Amor estúpido e louco (mas não é isso o amor?)

   Já muito havia lido sobre este filme; já li críticas muito positivas e outros menos simpáticas e, por isso mesmo, estava ansiosa por o ver. Não estava à espera de uma comédia, embora me tenha rido em alguns momentos, mas confesso que estava à espera de algo assinm mais profundo, sem roçar o lamechas, porque isso não é actividade cinematográfica para mim. Mas depois de o ver e pensando um bocadinho sobre ele tenho de admitir que gostei deste filme precisamente porque a mensagem está lá sem serem preciso aqueles momentos de "ai ai que bonito...ai ai que isto é tão verdade". É que o amor tem destas coisas e nunca se sabe até onde ele é capaz de nos levar, para o bem e para o mal. E a verdade é que ele é mesmo isso: estúpido e louco. 

2 comentários

Comentar post