Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Há momentos assim

 

 

   Nos quais nos sentimos invariavelmente gordas, cheias, fofas, espaçosas...estou num desses momentos, para o que muito pode ter contribuido o facto de ter passado a manhã a rever fotografias de há alguns anos atrás, nos quais tinha umas coxas estupidamente magras e livres dessa maldita amiga chamada celulite. Isso e mais a arrumação ao meu "closet" que resultou em duas sacadas de roupa dispensada. Ah! E mais o facto de ter experimentado aquelas calças daquela cor linda na Zara e ter concluído mais uma vez que o 36 me fica largo no rabo e cinta e o 34 me fica ridiculamente justo nas coxas.

   E pronto é isto e mais as todas as bolachas e massas que se alojam nas minhas coxas malditas. De maneiras que daqui até ao Natal estamos em modo light+diet+nada de tudo o que nos faça mal, com possibilidade de pausa durante o fim-de-semana e dias de aniversário.

 

Basicamente...continuará tudo na mesma, os mesmos quilos e as mesmas queixas.

1 comentário

Comentar post