Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

That thing called love

 

   «Estarmos juntos não tem nada a ver com essa ideia de parecer uma lua de mel. Tem a ver com as pessoas reais que somos. Quero acordar ao teu lado de manhã, quero passar as noites a olhar para ti do outro lado da mesa de jantar. Quero partilhar contigo todos os pormenores mais mundanos do meu dia e ouvir cada detalhe do teu. Quero rir-me contigo e adormecer contigo nos meus braços. Porque não és apenas uma pessoa que amei em tempos. Eras a minha melhor amiga, trazias ao de cima o melhor que havia em mim e não consigo imaginar desistir disso outra vez. (...) Podes não perceber, mas dei-te o melhor de mim, e nunca mais nada voltou a ser igual quando partiste. (...) Sei que estás com medo, eu também estou. Mas, se desistirmos disto, se fingirmos que nada disto aconteceu, então não sei se voltaremos a ter outra oportunidade.»

 

Dei-te o melhor de mim, Nicholas Sparks

1 comentário

Comentar post