Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

:: Sobre os sonhos ::

«O sonho é uma espécie de realidade virtual. A realidade virtual não foi inventada ontem, o homem das cavernas já sabia o que era a realidade virtual...porque sonhava.

   Portanto não me venham cá com histórias...Ai! a realidade virtual! Ui!...Isso é tão velho como o mundo.

   Estamos a viver no sonho coisas como se elas existissem - estão dentro da nossa cabeça simplesmente. É como se viajássemos para dentro da nossa cabeça e vivêssemos aquilo que lá está.

   Antes, não lhe podíamos chamar realidade virtual, porque o conceito não existia. Chamávamos-lhe apenas sonho.

   E a verdade é que nós dormimos, mas o cérebro não dorme. Portanto dos dados da experiência, da consciência e do que pode recordar, o cérebro organiza histórias.

   O cérebro não dorme, aliás, nada dorme. O corãção tão-pouco dorme, o sangue flui. Todas essas células, tudo isso, a bicharada que está dentro de nós não pára.

   O sangue tem de chegar ao cérebro, a toda a parte, e lá tem os seus caminhos, as suas comportas, os seus diques, os seus canais de comunicação. É assim, pá...»

 

JSaramago