Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Das coisas que eu não percebo...

 

...porquê que quando uma criança faz anos e outras crianças se encontram presentes temos de cantar os parabéns uma, duas, três ou as vezes que forem necessárias para que cada criança apague as velas? Isso não faz com que "o fazer anos" perda a sua mística de dia especial e único que acontece apenas uma vez por ano e no qual existe um bolo e umas velas que podemos apagar enquanto pedimos um desejo?

   Melhor, melhor é aquela filosofia do "se o Joãozinho faz anos e lhe vamos dar uma prenda, teremos de dar também uma ao Pedrinho que é irmão do Joãozinho e que vai ficar muito triste e birrento se vir o irmão receber prendas e eu não".

  

   Talvez seja apenas a minha veia pouco maternal a falar. Ou o facto de ser demasiado exigente no que respeita à educação das crianças. Ou ainda o facto de em criança ter sido feliz sem exibir estes comportamentos.