Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Dos bons livros


 

   Gostei bastante deste livro. O tema não é novo e infelizmente já todos ouvimos falar de situações semelhantes à que descreve, ainda assim, o facto de ser relatado pela voz e perspectiva de uma criança é o que o torna diferente e especial. E doloroso, porque tem momentos (ou passagens) terrivelmente dolorosos, pelo facto de nos chegarem numa perspectiva da inocência de quem acredita que o mundo é um cubículo de 8metros quadrados. Apreciei particularmente o facto de retratar o "fora do Quarto", pois poucos deverão ter a noção das verdadeiras implicações de uma clausura daquele género, especialmente para quem nasceu ali e nunca conheceu outra realidade. Também isto o torna ainda mais doloroso, afinal ninguém ficará indiferente ao facto de uma criança acreditar que os cães, as árvores, as flores e as outras pessoas existirem apenas na televisão e não serem reais.

   Diria mesmo, uma obra obrigatória e que não sendo técnica ou clínica, dá muito que pensar sobre esses casos que também nos chegam só pela televisão e que queremos acreditar que são só ficção.