Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Afinal, nem tudo é mau

 

 

   Esta semana iniciei um novo horário de trabalho, que implica entrar uma hora mais cedo. Claro que eu barafustei e amaldiçoei quem teve a ideia de me obrigar a saltar da cama uma hora mais cedo, principalmente quando aqui em casa toda a gente ainda dorme. Ao fim do primeiro dia de novo horário tenho de admitir que vi a coisa apenas pelo lado menos positivo para mim, ignorando o facto de que se entro uma hora mais cedo, também saio uma hora mais cedo e isso sim é uma maravilha. Por isso admito que hoje me soube tãaaooo bem conduzir para casa uma hora mais cedo que o habitual, com este tempinho que só nos puxa para o conforto do lar. E admito que amanhã me vai saber tão bem conduzir para casa uma hora mais cedo porque me vai permitir ir uma hora mais cedo para o ginásio e isso significa mais uma aula de step local a juntar aos abdominais e ao zumba. E também admito que depois de amanhã e depois e depois me vai continuar a saber tão bem conduzir para casa uma hora mais cedo com os tais 30º que toda a gente anuncia. É que parecendo que não, uma hora mais cedo, faz toda a diferença (e então no trânsito nem se fala!).

1 comentário

Comentar post