Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

É que eu gosto demasiado dos livros para os ter à espera

 

   Meti-me numa bonita quando decidi ler um livro com quase 800 páginas. O resultado é que duas semanas depois "ainda" só vou a meio, que é como quem diz, ainda só li cerca de 400 páginas, faltando outro tanto. Mas pior de tudo é que, pela primeira em toda a minha história de ávida leitora, tenho uma série de livros em lista de espera, que anseio perdidamente por ler, o que me está a causar uma comichão ansiosa.

   A saber:

      - do meu querido Saramago, são logo três: "Todos os nomes", "Objecto quase" e "Levantado do chão"

      - "Enquanto Salazar dormia..., de Domingos Amaral

      - "A filha do capitão". de José Rodrigues dos Santos

      - "Livro", de José Luís Peixoto, que estou muito curiosa por conhecer o trabalho.

 

   E tudo isto seria mais simples se não me tivesse dado na cabeça de visitar a Feira do Livro de Lisboa, se a Feira do Livro do Porto não estivesse já aí a ameaçar e se eu não estivesse ainda a meio de um livro de 800 páginas!

1 comentário

Comentar post