Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Numa sexta-feira à noite enquanto trabalho...

...lembrei-me que há muito, mas muito tempo, que não vejo um episódio que seja de uma série. Já tive os meus vicíos e séries-fetiche, mas a dada altura cansei-me tanto daqueles enredos (Gossip Gril foi o primeiro a saturar-me) que deixei de as ver a todas. E agora lembrei-me disto e senti saudades de me sentar a assistir aos dramas daquelas mulheres (porque era msempre mulheres) ou aos diagnósticos milagrosos do Dr. House. Até me deu vontade de rever Sex and the City outra vez!
   Há por aí séries boas (não necessariamente com mulheres a falarem de mulheres, homens, amores e roupas)?

 

 

2 comentários

Comentar post