Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Da parceria H&M e Anna dello Russo

Escrito pela Kiss Me, no seu blogue Beijo na Boca (e roubado de O Amor é um lugar estranho)

Não é hoje que as pessoas vão à cara ao passos Coelho (quer dizer, se calhar até é...), não é hoje que o Vítor Gaspar é internado num hospital psiquiátrico, não é hoje que os nossos patrões nos aumentam. Não. Estou a falar de coisas realmente importantes: é hoje que tudo o que é menina (mulher, senhora) "fashionista" se vai plantar às portas da H&M. Depois de Versace, Sonia Rikyel, Jimmy Choo, Madonna, Lanvin, Roberto Cavalli, Marni, etc., é hoje que sai mais uma coleção de designer, desta feita pelas mãos da Anna dello Russo (editora da Vogue Japan e conhecida pelo seu estilo espalhafatoso, fotografada frequentemente pelo The Sartorialist).
(...)
Eu não sei se as pessoas que correm e se atropelam para ter uma peça destas alguma vez pararam para olhar realmente para aquilo, mas caso não tenham feito, deixem que eu descrevo. As peças são... como é que eu hei de dizer.... feias? Exageradas? Pirosas? Tudo aquilo é volumes exagerados, dourados falsos, plásticos, pedras artificais, ponpons, penas e... maus materiais.
Tanta manifestação por coisas que não interessam ao menino Jesus, tipo taxas e impostos e dinheiro para comer e estudar, e ainda ninguém se lembrou de se juntar com cartazes, reunir-se à porta da H&M e tentar abrir os olhinhos àquela gente que lá anda a dar 150 euros por uma peça que se fizesse parte da coleção "normal" achariam caro se custasse mais de 15€. Gente, até podem ter sido projetadas pelo melhor designer do universo, mas - acordem! - não deixam de ser H&M!!!

 

   Eu, que tenho uma relação de ódio com a H&M (nunca gosto de uma única peça dessa loja), fico sempre admirada com estas parcerias e com a loucura que se gira em torno delas. A minha opinião é precisamento a mesma com que termina o texto acima transcrito: pode ter o nome de designers super conhecidos, mas não deixa de ser H&M e H&M é um nome que, para mim, deixa sempre muito a desejar. E bem vistas as coisas, estas colecções cápsula são sempre fraquinhas, fraquinhas...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.