Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Carnaval vs Dia dos Namorados

  

Realmente não há mix mais perfeito do que juntar na mesma semana o Carnaval e o Dia dos Namorados. Não que tenha algo contra qualquer um desses dias, simplesmente não os "festejo". Ok! O Carnaval tem muita graça enquanto somos pequenos inocentes que acreditamos que uma máscara nos pode dar super-poderes ou alterar completamente aquilo que somos, quando tudo é uma festa de serpentinas e confetis. Depois crescemos e percebemos que, apesar de o Carnaval serem 3 dias, a vida ainda são só 2 e máscaras é o que não nos vamos cansar de encontrar por esta vida fora, tamanha é a quantidade de pessoas pouco transparentes e puras com que nos vamos cruzando (viram como fui fofinha e não utilizei as palavras tamanha-é-a-quantidade-de-pessoas-falsas?). Mas muito bem, o mundo está em crise, a nossa vida está em crise e todos os motivos são bons para lhe darmos um bocadinho mais de cor e alegria, por isso, amantes do Carnaval, mascarai-vos e animai-vos. Os outros, como eu, aproveitai para descansar.

   Quanto ao Dia dos Namorados, God save us all, que esta é a minha embirração pessoal. Um dia para festejar o amor e nos lembrarmos do amor e que temos um amor (ou assim o parece) e que esse amor é tão rico e tão grande que se envaidece com rosas vermelhas, ursinhos de peluche branquinhos com corações e que mandam beijinhos enquanto dizem I love numa voz demasiadamente infantil, perfumes de marcas da moda, postaizinhos cheios de coisas fofinhas e dizeres universais e jantares à luz das velas. E pronto, basicamente é isto o dia dos namorados - 150 caracteres ao acordar, outros 150 na hora de almoço e mais 150 durante a tarde, palavras não são precisas porque os postais já trazem o trabalho feito, um jantarzinho mais ou menos saboroso mas sempre ocm muitas velas e corações, um ramo, um peluche ou para as mais afortunadas um perfumito ou, até quem sabe, uma jóiazita e está feito, vamos lá para casa despachar isto que amanhã é dia de trabalho e amanhã já nos é permitido desinvestir na relação e esquecer-mos tudo isto que não é o amor.

   Desculpem lá eu ser assim tão un-romantic e tão un-party....na verdade, até vejo uma coisa boa nestes dois dias: são os dias ideais para fazermos palhaçadas!

2 comentários

Comentar post