Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

E se, de repente, ficasse milionária?

   Ao ver a entrevista com a mulher portuguesa que esta semana ficou milionária, dei por mim a pensar: e se fosse eu a ficar milionária, o que faria?

   A resposta é simples: não faço a mínima ideia! Acho que deve ser tamanha confusão de sensações que nos primeiros tempos nos devemos sentir completamente perdidos, até porque nem fazemos ideia do valor real de 51 milhões de euros!

   Ainda assim, há coisas que eu sei que gostaria de fazer, para além dos habitual ajudar a família. Primeiro de tudo, ia viajar. Primeira paragem Nova Iorque! E depois era por esse mundo fora, deixando para mais tarde os típicos destinos paradisíacos de praia e papo para o ar. Antes de partir, ia à Zara e comprava...a loja toda???? Sim, que isto de ser milionária não me faria perder o amor à minha loja do coração. Na viagem a NY aproveitava para pequenos luxos de moda, mais em carteiras e sapatos, já que não são addicted por roupas de grandes estilistas. Provavelmente alguns básicos intemporais, mas pouco mais que isso.

   De regresso a casa, o fundamental: comprar uma casa! E aqui tenho a quase a certeza que optaria por andar bonito apartamento de luxo e não por uma moradia gigante, essa oferecia aos meus pais e podia sempre usufruir dela também. Acho que abdicava de viver em frente ao mar e optava por viver em frente ao rio, perto do mar...ponto assente: adquirir um apartamento bem no centro de Paris, para passar lá umas boas temporadas e visitar a Disneyland sempre que me apetecesse.

   Quanto a carro...provavelmente trocava por um mais económico que o meu, mas pequeno e de nenhuma dessas marcas de fazer virar o olhar dos outros quando passamos (carros não é de todo a minha paixão). Poderia oferecer um Ferrari ou um Porsche ao meu Mr. Big, mas ele que não me convidasse para passear com ele na marginal dentro daquilo!

   E depois vinha a parte profissional. Provavelmente realizaria um dos meus "sonhos": abria um lar de 3ª idade, numa mistura de luxo (porque os ricos estão cada vez mais ricos e era preciso gerar dinheiro) e vertente social de apoio aos mais necessitados. Se a coisa corresse bem e como 51 milhões é muita massa, até poderia transformar isto numa cadeia de lares..entretanto, vou pensando no nome.

   Porque os animais também precisam de nós e porque o meu sonho de criança era tirar todos os bichinhos da rua e do abandono, criava casa de acolhimento para animais abandonados e o difícil seria tirar-me de lá para gerir os outros negócios.

   Embora não tenha a ilusão de que por ser milionária iria acabar com o mal no mundo, encontraria alguma forma de ajudar os mais necessitados, não dando-lhes dinheiro, mas antes proporcionando-lhes condições de vida dignas.

   Provavelmente iria precisar de muito mais que isto para se sentir realizada, até porque sou pessoa que facilmente se cansa das rotinas e que não consegue viver acomodada em determinada situação, por muito boa que ela seja. Agora estou sem mais ideias, até porque tudo isto não passa de especulação. É certo que nunca se sabe onde vai brilhar a próxima estrelinha da sorte, o que é certo é que enquanto eu não jogar, essa estrela nunca vai brilhar para mim. Até lá tenho tempo para fazer mais planos milionários...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.