Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

A tal da massa gorda


   Hoje, 3 meses depois de me ter inscrito no Solinca, fui fazer a avaliação física "inicial". Confesso que não me interessava tanto saber se tenho capacidade física para fazer determinado exercício ou até onde é que o meu coração aguenta, porque isso eu sei avaliar sozinha. O que me interessava mesmo era saber como estamos na relação peso/altura/massa gorda. As notícias não são más de todo, embora me agradessem mais outros valores. Ora diz que dos meus 49 kg (até aqui tudo bem, mantenho-me no habitual normal baixo), 29% é massa gorda. Ao que parece isto é o limite entre o ter de perder massa gorda e o estar ok. Estou ali na corda bamba, o que para mim siginifica que tenho de baixar estes números. O desafio será perder massa gorda perdendo o mínimo de peso possível.

   E onde está a minha amiga massa gorda? Pois no local onde toda a mulher acumula tudo aquilo que ingere: nas coxas! Tudo ok com a barriguinha e os meus orgulhosos abdominais, diz até que as medidas da anca estão dentro do normal, mas eu bem sei que ela está ali toda muito bem acomodadinha e bastante resistente a abandonar-me. Mas a luta vai continuar, ai vai, vai. Mantemos os treinos 3 vezes por semana e vamos fechar (um bocadinho) a boca às bolachas, já que a tudo o resto eu resisto muito bem. Mais tarde falaremos, para boas ou más notícias (embora eu já há muito tempo que perdi a esperança de ter uma coxas menos fofas...é a minha eterna luta.)