Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Factos da semana

Facto 1 - A religião

Protagonistas: J. 8anos e D. 8 anos

   J. relatando a sua visita ao hospital:

   - Aquilo é uma vergonha. Deixam as crianças ali à espera horas e horas...todos ali a sofrer, cheios de dores e febre e vontade de vomitar.

  D. em tom de indignação e de voz exaltada:

   - Sofrer??? E Jesus? Aquilo é que foi sofrer! Jesus é que sofreu muito. Toda a gente a falar mal dele e com pregos espetados em todo lado e até picos na cabeça...Jesus sofreu muito mais que tu.

   J. de novo, triste por descobrir que alguém sofreu mais do que ela:

   - Está bem, mas nessa altura ele estava vivo e sofria só por ele. Agora que está morto sofre por todos nós. E eu também sofri muito.

   D. só para confirmar a sua posição:

   - Mas Jesus é que sofreu, coitado.

 

Facto 2 - O que tu queres sei eu

Protagonistas: J. 8 anos e D. 7 anos.

   J: - Posso vir cá para dentro? Estou farta de ouvir o V. dizer que eu e a S. somos namoradas.

   D abana a cabeça:

   - Hum..é uma vergonha! O que o V. quer sei eu...Sexismo é o que ele quer! Só pensa em sexismo ele.

 

Facto 3 - Advogado ignorado

Protagonista: D. 7 anos

   - O V. está a ser advogado.

   Eu: Advogado de quem?

   - ??? Advogado de quem? De ninguém. Alguém é que o está a advogar.

   Eu: Ora explica-me lá o quer dizer essa palavra que eu não conheço.

   - Não? Então, o V. está a falar e o Prof. P. nao está a ligar nenhuma ao que ele está a dizer. O V. está a ser advogado.

   Eu: Ahhh...Ignorado!!!

   - Pois, foi o que disse.

 

Facto 4 - A inocência

Protagonista: D. 7 anos

   - Prof. P, quer ver uma coisa que eu aprendi?

   Dedo do meio esticadinho e...

   - Chupa!!!

   Seguiu-se a inevitável repreensão, o pedido de satisfações pelo comportamento e as explicações do lado feio daquele gesto. D. inicia um choro compulsivo, repetindo incansavelmente:

   - Mas eu não fiz nada de mal! Chupar não é asneira. Chupar não tem mal! É chupar. De vez em quando temos de chupar. E eu nem estiquei muito o dedo do meio.

 

Facto 5 - Chic num sorriso

Protagonistas: V. 7 anos e C. 7 anos

   V. virado para mim:

   - Lá está você de saltos altos. Eu já sei porque anda sempre assim. Porque quer muito ser chic.

   C., completamente ofendida:

   - Ela já é chic, tá? E muito! Usa sempre sapatos bonitos e de salto alto. É magrinha. Tem cabelo aos caracóis. É bonita. É simpática. E além disso, ri-se.

  

1 comentário

Comentar post