Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

«Amor em Terra de Chamas», Jean Sasson

 

Quando Joanna al-Askari se apaixonou pelo homem que escreveu estes versos, dificilmente poderia imaginar as alegrias - e os desafios - que estariam à sua espera quando se juntasse a ele para casar e lutar pela independência do Curdistão. Dos bombardeamentos iraquianos ao ataque químico que a deixou temporariamente cega, Joanna viveu na pele o terror instilado pelo regime de Saddam Hussein. Viu morrer família, amigos e um filho por nascer. Sobreviveu às mais terríveis provações, chegando a ficar soterrada debaixo de escombros e a arriscar a vida numa fuga que a obrigou a atravessar a mais alta montanha do Iraque.  Tudo por amor. Amor a um homem e a uma causa.

____________________________________________________________

   Este não é o tipo de livro que compre com muita frequência, embora seja, como já aqui disse, uma apaixonada/interessada por todos os assuntos que giram em torno do povo árabe. Este livro conta uma história verídica de sofrimento e luta humana, dando-nos a conhecer mais um regime estúpido que nos faz duvidar e questionar até que ponto o ser humano consegue ser tão desumano.

 

1 comentário

Comentar post