Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Desafio: baptizado

 

   De cada vez que surge alguma situação/evento que me obriga a escolher uma roupa "especial" para a ocasião o drama repete-se: nunca sei o que levar, nunca gosto de nada, nunca nada me fica bem, o resultado final raramente me agrada e acabo por ir sem contrariada em termos de vestuário. A explicação para isto é muito simples e sempre a mesma: eu não gosto mesmo nada de comprar roupa para ocasiões especiais, porque acabamos sempre por comprar algo que raramente voltamos a usar e como eu digo sempre: "gosto demasiado de roupa para comprar algo que só vou usar uma vez (por mais bonito que a peça de roupa seja!)".

   Dentro de 3 semanas tenho o baptizado do meu afilhado e, como seria de esperar, o drama do que vestir já anda comigo há mais de um mês. Inicialmente pensei em levar algo realmente especial, afinal é o meu primeiro afilhado. Rapidamente desisti da ideia quando a coloquei sobre a forma de números e passei para a opção "algo simples, que dê para voltar a usar, combinado com uns sapatos e uns acessórios bonitos". Até aqui, tudo ok. Passemos ao mercado, que é como quem diz vamos lá à Zara. Uma volta, duas voltas, três voltas, muitas voltas...tanta coisa gira para trazer para o "dia-a-dia" e eu à procura de uma coisa "especial". Muitas visitas depois, outra decisão: vou de vestido, simples, corte a direito, cores neutras, sem estampados ou flores.... É isso, vou de vestido branco com aquele colar e uns sapatos daquela cor, uns toques de dourado, cabelinho arranjado e a coisa vai resultar. Em busca do vestido branco idealizado...nada feito. Não é bem isso, este não assenta bem, demasiado beach wear, esse é muito largo, o outro muito curto...(continuo a achar que a Zara anda um bocadinho descompensada nos tamanhos quando visto um XS e fico a nadar dentro da peça de roupa)...olha este modelo, é giro e assenta-me bem...mas é amarelo. Why not?

   Trouxe-o comigo. Não totalmente convencida, muito menos totalmente satisfeita, mas trouxe-o com receio de não ver mais nada que me agrade. E assim como assim, satisfeita já sei que nunca vou ficar e é da maneira que pelo menos já cá temos um vestido e um colar...nos entretantos, quem sabe os meus olhos não pousam em algo que me deixará um bocadinho menos insatisfeita?

   Vestido comprado, nova guerra começa: sapatos! Querem-se com salto gigante, elegantes, confortáveis e, acima de tudo, não muito caros e que combinem com um vestido amarelo...temos lutal!